Esôfago de Barrett com Plasma de Argônio

O que é Esôfago de Barrett

O Esôfago de Barrett é uma complicação pré-maligna da doença do refluxo gastroesofágico, afetando 2 a 8% dos pacientes com esofagite erosiva .Possui um potencial de degeneração maligna que varia de 2 a 40%, de acordo com vários fatores como extensão do tecido metaplásico, grau de displasia, duração da doença e alterações genômicas. O adenocarcinoma associado ao Esôfago de Barrett é o tipo de câncer que mais cresceu em frequência (600%) no mundo ocidental nos últimos 20 a 30 anos.

Indicações

Tem indicação nos casos de Esôfago de Barrett sem displasia ou com displasia de Baixo Grau (Visto na biópsia)

Resultados

Os estudos mostram que a regressão do esôfago de Barrett é mais provável em pacientes que realizaram ablação com Plasma de Argônio. Na maior parte dos pacientes tratados com Plasma de Argônio, a nova mucosa (Técnicamente chamada de nova camada escamosa ) permanece estável ao longo dos 5 anos de seguimento , portanto ,substituindo aquela camada de tecido prejudicial que foi formada sobre o esôfago , voltando a camada normal (Epitélio Escamoso).

Entre em contato:

 



     

    Como é feito?

    É realizado uma Endoscopia , sob sedação profunda, introduzido uma sonda dentro do aparelho a qual vai liberar o argônio ativado diretamente sobre o tecido prejudicial (Epitélio Colunar), levando a destruição deste tecido, dando oportunidade para que o tecido normal (Epitelio Escamoso) forme novamente no local.

    Quantas Sessões serão necessárias:

    É realizado uma média de 3 sessões. Vai ser necessário avaliações pré e pós procedimento , para definir a quantidade necessária de sessões.

    Complicações
    Febre
    Perfuração
    Estenose (Fechamento mais do que o programado)
     

    Goiânia: (62) 3945-1020

    Brasília: (61) 4063-8844

    Tocantins: (63) 3026-0032

     

    Converse com a atendente